Projeto

Amostragem de Solo Multi-Incremento

A amostragem multi-incremento foi realizada durante uma Investigação Ambiental Confirmatória em um estacionamento onde preteritamente havia operado uma galvanoplastia. A afim de obter uma concentração média de compostos de interesse na área, reduzindo a variabilidade estatística causada por heterogeneidades do solo, optou-se pela utilização desta metodologia.


 

Definiu-se como uma Unidade de Decisão (UD) a área da antiga galvanoplastia, porém, por não haver informações de localização dos antigos tanques, optou-se pela amostragem multi-incremento do solo.

Esta metodologia, conforme descrito pela USEPA (2002), consiste na coleta de múltiplas amostras de incremento dentro de uma UD. Os incrementos coletados são processados, formando uma alíquota representativa para análise laboratorial.

A coleta destes incrementos foi realizada a partir de uma amostragem aleatória estratificada onde foram efetuadas 30 sondagens rasas para coleta aproximadamente 150g de incremento por ponto, a serem posteriormente processados e homogeneizados para compor uma única amostra de solo representante de toda a UD. Para fins de controle qualitativo, coletou-se uma amostra réplica seguindo os mesmos procedimentos. 

O objetivo desta metodologia é obter uma estimativa da média de concentração, diminuindo as incertezas relacionadas à investigação e reduzindo a variabilidade estatística quando comparada à métodos convencionais de amostragem.